Rodoviários de Manaus podem sair do MPT direto para greve

ENVIE SEU CURRÍCULO com todas suas informações

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo Urbano e Rodoviários de Manaus (STTRM), está reunida nessa quinta-feira, 6, com procuradores e representantes das empresas dos transportes urbanos de Manaus, no Ministério Público do Trabalho (MPT), para negociar as reivindicações da categoria e evitar que ocorra paralisação geral nesta sexta-feira.

Caso não haja negociação, o presidente do sindicato, Givancir Oliveira, garantiu que a cidade amanhecerá sem ônibus, dada início a greve geral em Manaus por tempo indeterminado.
“Viemos buscar uma negociação na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) e, esperamos bom senso das empresas para que elas possam cumprir a data do pagamento do décimo terceiro, plano de saúde e vale lanche,   pagamentos estes que já se encontram em atraso”, disse Givanvir Oliveira.
Na última segunda-feira, 3, os trabalhadores do STTRM divulgaram um comunicado, assinado pelo presidente da entidade, informando sobre a decisão de greve geral. As justificativas são as constantes suspensões de benefícios, entre eles o plano de saúde próprio e de dependentes. Givancir disse que os trabalhadores não tem mais como esperar ‘a boa vontade’ dos empresários.
“Queremos que acabe essa pouca vergonha, até porque tem passageiro que paga a tarifa à vista (R$ 3.80), ou seja, empresário recebe e vem com essa história de dizer que não tem condições de pagar reajuste e cumprir com aquilo que foi acertado na procuradoria. Se não houver acordo, Manaus vai amanhecer seu ônibus”, afirmou.
O post Rodoviários de Manaus podem sair do MPT direto para greve apareceu primeiro em Amazonas1.

ENVIE SEU CURRÍCULO com todas suas informações